Monthly Archives

março 2012

Leca

Carinho no ego

Hoje fui protagonista de uma cena tão nova e ao mesmo tempo tão bonitinha que fiquei emocionada de verdade!

Estava na rua, chegando no trabalho (em um dos três), quando escuto uma voz me chamando.

– Moça!
– Oi?
– Você trabalha na televisão, né?! No Conexão?
– Sim, sim trabalho (:D)
– Eu assisto sempre o programa! Aí eu te reconheci…
– Owwwn, que bonitinho!! Você é a primeira pessoa a me “abordar” assim… (:D :D)
– Achei que você não fosse gostar, porque tem gente que não gosta…
– Não, não, capaz!!  
– Ah, eu gosto muito das suas matérias! As entrevistas que você faz são sempre muito divertidas e soltas… Fica muito legal! Parabéns! 
– OWWWWN! Brigada!! (:D 😀 😀 😀 😀 :D)
– Só queria te parabenizar… 
– Poxa, obrigada mesmo! Fiquei emocionada! (#fato. 2min depois disso eu já liguei pra minha mãe pra contar o ocorrido e, na sequencia, incomodei o digníssimo lá em Maringá só pra compartilhar minha alegria)

Engraçado como uma pessoa anônima pode mudar o nosso dia. Aliás, agora não é mais anônima… É a Sandra! Obrigada mesmo!

É bom saber que nosso trabalho agrada as outras pessoas (além da nossa mãe!)! E isso foi muito bacana de ouvir.

Vou dormir feliz hoje. 

Blogosfera, Leca

Conversa com Cris Guerra

Ainda estou admirada com a Cris Guerra, do Hoje Vou assim. Conforme disse ontem, eu e a Mayara Godoy faremos um estudo de caso do HVA e do Para Francisco e, por causa disso, conseguimos marcar um horário com a blogueira hoje a tarde (apesar da agenda super corrida dela… Nhoim!)

Fotos por Garon Piceli

Ela foi super atenciosa conosco… Conversamos por meia hora a respeito de como uma câmera Sony Cybershot mudou a vida da Cris.

Não tenho as gravações comigo… Então, eis apenas um apinhado das coisas que ela falou, ok?! É de memória… Então, apesar das aspas, não é ipcs líteres, mas o mais próximo que eu conseguir lembrar.

Para Francisco
“Eu tinha uma amiga que tinha um Blog e, quando eu perdi o Guilherme, ela me sugeriu isso. O Francisco estava com quatro meses quando eu comecei… Não sabia o que fazer, nunca tinha feito um Blog. Mas ali eu jorrava meu coração. Daí surgiu o livro, já que eu tinha a vontade de ser escritora, e veio até convite para fazer filme, mas a história é muito mais complicada. Agora, minha escrita está melhor, minha literatura amadureceu. Hoje, 21 de março, é aniversário do Francisco, está fazendo cinco anos e eu digo que foi ele me deu a luz, eu nasci dele”.

Hoje vou Assim
“O Hoje Vou Assim surgiu numa brincadeira, cerca de 1 mês e meio depois do Para Francisco. Cheguei na agência em que trabalhava, a Lápis Raro, me achando gata e pedi para tirarem uma foto. E assim surgiu…
A minha proposta não é fazer um blog de Moda ou jogar muitos textos. Acho que busco um lado mais artístico. Admiro a Camila Coutinho, do Garotas Estúpidas, mas não pretendo seguir essa linha. Mas as vezes é difícil manter o foco. 

Jamais imaginei que o Blog chegaria onde está agora. Mas eu acho incrível conseguir viver disso hoje. Tenho colunas em revistas e rádios, além das palestras. Comecei há dois anos e era muito difícil encarar o público, tanto é que quase desisti, porque eu não estava gostando.
Mas, com treino, ficou bacana. Hoje trabalho bem com a máscara do humor, que deixa tudo mais fácil.”

Identidade
“Acho que as pessoas se identificam comigo pela verdade. Sempre fui muito transparente, tive que aprender a ser diplomática por causa disso. Quando me perguntavam ‘Tudo bem?’, eu dizia a verdade ‘Não, não está…’ e começava a falar. Então, acho que isso será sempre assim. A transparência”

Aí, em um certo momento da conversa (porque foi bem isso… apesar de estar sendo gravado, não teve o caráter e “protocolo” de entrevista), ela pergunta pra gente:


“Como foi a descoberta de vocês? Porque tem gente que não acredita que é a mesma pessoa que cuida dos dois blog…”

Eu, diferente da Mayara, conheci primeiro o Hoje vou Assim (por indicação da Gabriela Beck, editora do Blog da Quiz). E ali eu já gostei da Cris. O jeitinho espontâneo de sair nas fotos e o sorriso carismático me encantaram, mais do que as roupas. E daí, no menu do lado direito (na época), eu vi o link para o outro blog, o Para Francisco. Me debulhei de chorar… E ali vi a história triste e sensível por trás do sorriso. Não falei isso pra ela hoje, mas a música Smile, do Charles Chaplin, me veio na cabeça.

Chorei com os posts grandes e pequenos e ri “junto” com ela das Fransisquices. Eu acho lindo como alguém consegue tocar tantas pessoas assim sem fazer ideia de quem sejam.

Eu simplesmente amei conhecer a Cris. Comentei com a Mayara pouco antes de ela chegar: Ela me ajudou a descobrir o meu lado “mulherzinha”, o meu lado preocupado, não com moda, mas com minha aparência para mim mesma. A maneira como eu me via…

A Cris foi embora hoje a tarde, mas gostou bastante daqui e já comentou que quer voltar com a família toda. Estaremos

Bom, depois desse falatório todo, vou começar a mexer com o vídeo… E tentar postar ainda hoje. Então, voltem daqui a pouco para ver se consegui!

[ATUALIZAÇÃO]

Eu fiquei um tempão editando o vídeo… aí o amigo Adobe não permitiu que eu exportasse para um formato que não fosse o do próprio programa (ou seja, MPEG ou até mesmo AVI…). Logo, não consigo fazer o upload no Youtube. Mas, darei um jeito… Prometo.

Blogosfera, Leca

Ela veio assim… Cris Guerra em Foz!

Gente, eu to podre! Com as pernas doídas e pés maltratados pelos saltos, mas ao mesmo tempo, eu estou tão feliz!

Vou contextualizá-los antes de falar da vinda da Cris, do Hoje Vou Assim:



Senta que lá vem a história…

No ano passado, eu e minha colega de pós-graduação em mídias digitais, Mayara Godoy (Uma Segunda Qualquer), decidimos que o Hoje vou Assim e Para Francisco seriam o estudo de caso para o nosso artigo. Cogitamos, inclusive, ir até Minas Gerais só para conversar com a nossa protagonista.

Até que, num revira volta do destino digna de novelas da Gloria Peres, o Cataratas JL Shopping anunciou que a mineirinha mais fashion desse Brasil viria até Foz do Iguaçu para o lançamento da 2ª edição da revista Etiqueta e nova coleção outono/inverno.

Eu e Mayara ficamos loucas, obviamente! A questão era: será que nós conseguiríamos um tempo para conversarmos com a blogueira? Eis a nossa missão.

Tentamos via e-mail e através dos nossos contatos aqui da cidade, mas… nada! Então, fomos tentar lá no shopping mesmo. E lá a conheci… Gente, que QUE-RI-DA! Sério mesmo!

A gente tem muito medo quando vai conhecer alguém que admiramos, né?! Vai que a pessoa não era tudo aquilo que imaginávamos, mas não nesse caso… Cris Guerra fez com que minha admiração por ela aumentasse.

Mas, antes de ter a tal conversa para o nosso artigo, eu tietei, né!?

Tô com cara de fã, mas tuuuuudo bem!

E aí ela teve que entrar para a palestra… Por sinal, eu filmei boa parte! Prometo que farei o meu melhor para publicar amanhã, editado e bonito. Se eu não estivesse tão cansada, faria agora, mas a cabeça não vai deixar…

No final, ficaram mais uns groupies conhecidos para tentar tirar uma foto com a Cris:
Garon Piceli, Robson Mattjie, Gabriela Beck e Mayara Godoy

Por sorte, a Mayara foi sorteada pelo Clickfoz e ganhou 15min de bate papo com a publicitária, junto com outros dois blogueiros.

Foi depois disso que conseguimos, enfim, conversar com a Cris sobre uma entrevista para o nosso artigo. 

E…. Conseguimos!
Portanto, voltem amanhã. Vai ter mais Cris Guerra aqui no Cereja. Ah, e em homenagem à ela, hoje fui assim…


Boa noite!
Receitas

Gordice de cinema

Sabe quando você tá assistindo filme ou só vendo TV mesmo, e aí bate aquela vontade de fazer pipoca? Aí você vai lá pra cozinha e te surge a brilhante ideia de fazer pipoca doce também e o resultado é aquela coisa gosmenta e murcha?! Ou então tem que usar duas panelas… Uma para a pipoca e outra para a parte doce…


Pois então, seus problemas acabaram! Achei uma receita de pipoca doce que é mais fácil que andar pra frente e fica tão boa quanto as de Curitiba no ponto.

Ingredientes
5 colheres de sopa de óleo
5 colheres de sopa de milho
5 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de água
1 colher de achocolatado em pó
Modo de Preparo
1. Jogue tudo na panela e mexa em fogo de baixo a médio. E daí basta tratar tudo como pipoca normal.
Só. 
Sim, só isso!
Vai parecer que não vai dar certo, mas “tende bom ânimo“, porque funciona. O milho demora um pouco mais do que o normal para começar a pular, mas fica tranquilo que é assim mesmo.
Quando o intervalo dos pulos diminuir, desligue o fogo, senão vai queimar.

Viu só que fácil?!

E quem não podia não dar o ar da graça enquanto eu fazia a pipoca?!
A arte de andar descalça pela casa.

Agora é comer essa delícia delícia, assim você me mata enquanto assisto American Idol.

Boa noite!

Blogosfera, Foz

#BlogTurFoz

Semana que vem, começando na segunda feira, um grupo de 14 Blogueiros especializados em turismo vem para Foz do Iguaçu a fim de divulgar a cidade e seus atrativos na rede. A convite dos blog Trilhas e Aventuras, juntamente com a Loumar Turismo, eles vão ficar aí – com agenda cheia – até o dia 18 de março.

Acho digno, afinal, Blogs eram notícia; hoje, eles a fazem. Tudo se resume em internet e acho que isso dará boa visibilidade para a casa de uma das sete novas maravilhas da natureza!  Chega de notícias ruins, né?! Não queremos mais ser vistos apenas como “Tríplice Fronteira, a porta de entrada de todo mal da humanidade” (tá, Rafinha Bastos?!)


Bom… A ação já tá no Twitter (#BlogTurFoz), no Facebook, e com um site oficial, informando quem serão os participantes e toda a programação para eles!

Você também pode acompanhar tudo que vai rolar pelo blog Eu Amo Foz.

Cereja no Mundo, Leca

Virei Aquarela

Lembram quando surgiu a Lequinha (minha versão desenho) e eu fiquei toda feliz no post contando o ocorrido?

Pois então… Ontem, meu amigo querido e ilustrador do Cereja, Yuri Amaral, jogou um mistério no Facebook:

Pronto! A curiosidade subiu à cabeça, né?!
A noite, recebi uma mensagem de que estava pronto e que hoje me entregaria. Fui até a Lupah, onde ele trabalha, para receber minha surpresa.
E gente… AMEI! Olhem só:
Desenho em aquarela de uma Leca desbravadora!
Essa é uma foto do desenho… Olhando no papel consegue ser mais bonito! 
Há uns dias, pedi para o Yuri fazer uma versão da minha bonequinha para a minha viagem (imagina se eu vou perder a oportunidade de fazer vídeos para mostrar pra vocês, né?! Aí eu queria um novo desenho para servir de “vinheta de abertura”). E ei-la! Junto, os rascunhos do que seria a Leca aventureira!
A evolução do trabalho
Cria, Criador e…. eu! 😛
Ficou lindo, Yuri!! Você disse que ia ficar sem graça por causa dos meus elogios… Mas são merecidos! Você tem um talento incrível e eu desejo, do fundo do meu coração, que ele só cresça! 
Outra coisa que gostei bastante:
Digníssimo, o Yuri vai fazer desenhos na parede lá de casa! Se prepare! RÁ! Na pausa, eu até deixo vocês jogarem uma partida de Go. Sou ou não sou um amor?!

Close