Monthly Archives

março 2013

Foz

La Mafia Trattoria – Fotos

Há uns dias eu postei sobre o restaurante La Mafia, aqui em Foz do Iguaçu. Na ocasião, ninguém levou câmera e acabamos não registrando o lugar de forma “decente”, tendo que nos contentar com fotos de celular.

Ontem voltei lá com minha família e fui preparada! Portanto, sem mais delongas, eis as fotos do La Mafia Trattoria.

A entrada

Mesas na parte externa

Um dos ambientes

Outra opção de sala de jantar

 

O camarim para as meninas brincarem
Pãezinhos, torradinhas, azeitonas e patês – uma opção de entrada

Tagliatelle Fileto di Pomodoro

 Agora, sim!

Mais uma vez, fica a recomendação.

Alameda Watslaf Nieradka, 195
Atendimento: terça à sábado, das 18h 30min às 00h
Telefone: (45) 3026-6210
E-mail para contato: lamafiatrattoria@hotmail.com
Facebook: www.facebook.com/LaMafiaTrattoria

Em breve: Delivery e ampliação.

Foz

La Mafia Trattoria

Ontem descobri um lugar sensacional aqui em Foz do Iguaçu: La Mafia Trattoria. Se você gosta de comida italiana e uma imersão naqueles ambientes vistos em O Poderoso Chefão, você precisa ir a este lugar.

OBS: Fotos de celular, desculpem. O cartão de memória da minha câmera resolveu morrer.
Placa temática na porta de entrada já nos faz sentir o clima…

O restaurante é uma graça! Muito aconchegante e com uma decoração de dar inveja. Muitos quadros por todas as paredes. Claro que uma figura que não podia ficar sem o retrato exposto era Don Vito Corleone…

Ele vai nos fazer uma proposta irrecusável…

Antes mesmo de entrarmos, começamos com as fotos. Da fachada, das mesas do lado de fora… Quando fomos para a parte de dentro, não sabia se ficava olhando, tirava foto ou se já sentava pedir comida, porque os pratos pareciam (e são) deliciosos.

Mesas na parte externa do La Mafia

Tem até um cantinha para as meninas fazerem bagunça! Uma espécie de “camarim”, cheio de perucas, plumas, chapéus, colares e acessórios… Claro que não perdemos a oportunidade.

Divando no Instagram do @GaronPiceli (A Cerejeira loira, Luciana Alfaro de cabelo roxo,
Mayara Godoy de chanel preto e Mariana Serafini loiraça também)

E a comida? Gente: MA-RA-VI-LHO-SA!

São porções individuais. São vários tipos de massa que você pode pedir, com muitas opções de molhos. De macarrão penne à risoto de camarão, os preços variam de R$20 a R$50. Eu escolhi o Tagliolini Al Pesto Genovese com filé mignon e presunto de parma.

Olha que simpático:

Imagina se a foto fosse em qualidade boa!? Você estaria lambendo o seu monitor…

Estávamos numa mesa grande, com 10 pessoas, o que me leva a crer que isso causou uma certa “demora” dos pedidos. Eu, sinceramente, não achei a espera absurda. Levou cerca de 30min para sermos servidos. Considerando que eram muitos pratos, achei razoável.

Eu super recomendo! Estou louca pra voltar lá, levar os parentes e mais amigos. Se você quer conhecer, anota aí o endereço:

Alameda Watslaf Nieradka, 195, 
Atendimento: terça à sábado, das 18h 30min às 00h
Telefone: (45) 3026-6210
E-mail para contato: lamafiatrattoria@hotmail.com
Facebook: www.facebook.com/LaMafiaTrattoria

Foz

Turista por um dia

Desculpem o chá de sumiço. Estava turistando. Não, eu não viajei. Fui turista em minha própria cidade. E, olha… que experiência boa!

Estava acompanhando um casal (queridíssimo!) de jornalistas de Londres e, com isso, aproveitei a oportunidade de ver a Foz do Iguaçu que os turistas conhecem. E como eu gostei dessa nova visão. Já serviu para mudar um pouco a perspectiva de “cidade de interior”. De repente, as peculiaridades ficaram mais especiais… Ah, é difícil de explicar. Vocês não vão entender a menos que passem por isso (recomendo).

Na sexta-feira, eu e Tom Mitchelson (do jornal londrino The Sun), fizemos o City Tour oferecido pela Loumar Turismo. Vergonha na cara por não ter feito antes.

O Junior, nosso motorista, fez um papel excelente de guia. Textos sobre a cidade na ponta da língua e explicações muito bem dadas às perguntas do visitante estrangeiro. Até eu, nascida e criada aqui, aprendi muito sobre a cidade e sua fundação.

Durante o passeio, percorremos pelo centro da Foz e fazemos três paradas: Mesquita, Coart e Marco das Três Fronteiras.

Fotos do Instagram da Cerejeira: Mesquita, bandeiras dos três países e o encontro dos rios Iguaçu e Paraná
(vista do Marco das Três Fronteirsa)

O citytour dura 2 horas e meia e vale a pena. Se você gosta de história e curiosidades, principalmente. Ainda que você more aqui, como eu, indico fazer, pelo menos uma vez.

Na parte da tarde, Diene Petterle (jornalista da BBC) se juntou à nós e fomos até a gigante Itaipu. O passeio que fizemos foi diferenciado (Rá!), acompanhado pelo assessor de imprensa, Romeu de Bruns. 
Não consigo não me impressionar com o tamanho da Usina… Toda vez que vou lá, ela me fascina.

O nosso tour particular durou quase três horas. Diene, como diretora de documentários, ficou analisando e elaborando onde daria para fazer takes e criar um filme de terror ali. O cenário daria super certo (para filmes de ficção também).

A noite, para encerrar, fomos ao show Iporã, na Churrascaria Rafain. Eu já conhecia o show que é apresentado durante o jantar, mas o Iporã é à parte, num outro salão. Apesar de o roteiro ser praticamente o mesmo, a produção do Iporã é melhor. Algo mais bem estruturado, muito legal. Gostei! 
Ah… E Tom fez “participação especial”:
Just breathe, Tom!

Essa foi a primeira participação. Sim, ele subiu ao palco mais de uma vez. Foi escolhido duas vezes, mas vou poupá-lo e não postar as fotos dele “sambando”. Hahahaha… 
Enfim… Foram dois dias sendo guia e turista ao mesmo tempo. Adorei! Ser turista é uma delícia… Ainda que seja na sua cidade natal. Experimente!
Close