Esses dias estava fuçando as pastas do planejamento do meu casório e me dei conta de que eu esqueci de falar sobre as músicas que escolhemos para o grande dia! Ato falho inaceitável!

Se você está procurando as canções para seu casamento ou está por aqui só pela curiosidade mesmo, segue a lista (em ordem) das músicas que foram tocadas – ao vivo.
Eu escolhi um trio, apenas. Duas vozes (masculina e feminina), violão e violino. Simples assim.

1. Entrada do noivo: Simple Man, Lynyrd Skynyrd (instrumental)

Essa música é sobre os conselhos de uma mãe para seu filho. Um clássico da banda, mais conhecida, talvez, pelo hit “Sweet Home Alabama”. Meu marido (noivo, na época) se identifica muito com essa canção, com seus versos e com os ensinamentos que são passados nela.

2. Entrada pais da noiva: Love of my Life, Queen (instrumental)

Meus pais me ensinaram a gostar de Queen, banda que eu considero “da minha vida”. Love of my life é a história de um amor maduro. Que já passou por altos e baixos, por situações que machucaram, mas que, ainda assim, é vivo. Meu pai e minha mãe tem mais de 30 anos de casado… Ou seja: essa música combinou (e combina) com eles em grau e gênero. Sem contar que é uma faixa que compõe a trilha sonora deles.

3. Entrada dos padrinhos: Pra você guardei o amor, Nando Reis

Aqui é uma história engraçada. “Pra você guardei o amor” não foi a minha primeira opção para a entrada dos padrinhos. Eu queria Stand by me“, do John Lennon. Mas a minha amiga e comadre, que casou um mês antes de mim, usou exatamente essa para a entrada dos padrinhos dela. E como a gente, coincidentemente, estava com cerimônias já bem parecidas (sério!), eu abri mão. No fim. a música do Nando deu super certo com a ocasião e eu fiquei feliz pra caramba.

4. Entrada da Noiva: Love me Tender, Elvis Presley

Essa música… Olha! Eu não sei nem dizer. Mas desconheço canção que seja tão “entrada de noiva” quanto essa. “Me ame docemente, nunca me deixe ir. Você faz a minha vida completa e eu te amo tanto”. É uma declaração da mais delicada verdade. Escolhi a versão da Norah Jones, mas os músicos fizeram uma mágica e deram a carinha deles, num arranjo mais blues. O engraçado é que eu não consigo lembrar! Estava tão longe, flutuando… Quando eu receber meu vídeo, aí eu conto pra vocês com mais detalhes! (rs)

5. Entrada das Alianças: Tale as Old as Time, de A Bela e a Fera (instrumental)

A Bela e a Fera não poderia ficar de fora do meu casamento. É o desenho mais lindo que já vi, com uma das mensagens mais fabulosas que Disney já passou (já falei sobre isso aqui). As alianças foram levadas por minha enteada, de 11 anos. Então, tinha a questão de ser uma música do universo infantil + a melodia, que eu acho maravilhosa.

6. Benção das alianças: Vai ser pra Sempre, Quatro por Um

A nossa cerimônia foi evangélica, já que sou cristã desde criança. Mas confesso que eu acho músicas de amor gospel bregas. Essa, talvez, tenha sido a mais difícil de encontrar. Quatro por Um é uma banda com pegada rock (oba!) que conseguiu falar desse sentimento sem soar piegas demais.

7. Saída dos noivos: Um Certo Alguém, Titãs

A música de saída precisa ser animada, feliz. Acho que “Um Certo Alguém” tem bem a vibe que queríamos. Deu pra sair faceiro, falando que encontramos nosso “certo alguém”, que despertou o sentimento.

8. Entrada na recepção: I was born to love you, Freddie Mercury

De novo, Freddinho. Dessa vez, não foi música ao vivo. Quantro entramos na festa, a batida alto astral foi certeira. Deixamos a música rolar até o brinde, para já dar o clima de festa.

9. (Extra) Surpresa da noiva: Sei, Nando Reis

Eu não podia não cantar no meu casamento, mas eu queria fazer surpresa. Então, quando nos arrumamos para a primeira dança, eu saí e deixei ele no meio do salão sem entender lhufas. Peguei o microfone com a banda, que tinha sido cúmplice, e tocamos a nossa música pra “minha pessoa’.

10. A primeira dança: valsa tradicional

Tá, você deve estar pensando: mas como assim? Valsa tradicional? Sem música especial nessa hora? Pois é. A gente até pensou em algumas opções. “Baby, I’m yours”, do Arctic Monkeys; “Can’t help Falling in Love”, do Elvis; “Have you really loved a woman”, do Bryan Adams, “Lovesong”, do The Cure (versão da Adele)… Mas eu não sei dançar. Essa foi a parte que me deixou realmente tensa em todo o casamento. Até fizemos uma aula experimental de dança, mas… Preferi não arriscar tanto assim. Valsa é mais fácil e eu não queria fazer (tão) feio nessa hora.

E foram essas que marcaram nosso dia!
Espero que possa ajudar alguma noiva!

 

Comments

comments

Powered by Facebook Comments