Leca

O que tenho aprendido com o futebol feminino

No começo do ano, eu e outros colegas de equipe passamos a fazer parte da equipe de Marketing do Foz Cataratas Futebol Clube. Foi um susto, confesso, porque eu não curto futebol (só durante a Copa do Mundo). Mas, vamos lá! Desafio aceito.

O primeiro passo foi aprender sobre o time. O Foz é pentacampeão paranaense e campeão brasileiro (2011). Além de ter conquistado o terceiro lugar na Libertadores. Também tive que aprender um pouco da história de que todo clube brasileiro precisa ter uma equipe feminina e, por esse motivo, o Foz, agora, também é meio Coritiba. Esses títulos são fáceis de gravar e repetir. Mas eu ainda não havia entendido o que era o futebol feminino.
Continue lendo

Textos

O que você faz comigo

Toda vez que penso em você, algo acontece aqui dentro. Parece que surge uma luz e me sinto brilhar. Não importa quão escuro esteja… Quão sombrio. Você me ilumina. Por mais triste que esteja o dia, você me faz sorrir.

Vivo as mais extremas sensações com você. Ao mesmo tempo que você me tira a paz, é você quem a traz de volta ao meu coração. Você me faz perder o sono e passar as noites em claro, mas também é você que me faz sonhar.
Continue lendo

Textos

Eu queria ficar

Eu queria ficar aqui essa noite. Nem que fosse só um pouco, até você pegar no sono. Mas não nego que seria muito melhor se pudesse ser a noite toda. Eu queria poder ficar para te acordar de madrugada caso tenha algum sonho ruim.

Eu queria poder ficar para terminar de aprender seu ritual antes de dormir. Para poder lembrar como é bom ser envolvida num abraço no meio da noite – Logo eu, que sempre jurei valorizar meu espaço na cama.

Continue lendo

Textos

Quando fecho os olhos

Toda vez que fecho os olhos ao lembrar de você, nunca sei qual sentimento vai me atingir. Se vou me alegrar, se sentirei saudades, se vou ficar com raiva ou se vou querer chorar de novo. Quando se trata de lembranças de nós dois, é sempre uma roleta russa.

Queria que as boas memórias tivessem a mesma força das ruins. Tão bom lembrar aquela vez que, de longe, ao me olhar da piscina, você me piscou em segredo. O rubor nas minhas bochechas foi instantâneo e tive que baixar o rosto para esconder o riso frouxo que surgiu.
Continue lendo

Textos

Quando você voltou

Quando você precisou ir, eu fiquei igual criança amedrontada. Pedi colo de mãe. Chorei. Dormi abraçada com travesseiro imaginando que fosse o seu corpo. Até usar suas roupas, eu usei, pra me certificar de que não fosse esquecer o seu cheiro.

Foi difícil me acostumar a passar noites sozinha, porque eu gostei rápido demais de ter você ao meu lado na cama. Sonhei com você e quebrei meu próprio coração quando acordei e lembrei que você ainda não tinha voltado.
Continue lendo

Leca, Mulher

Usei e recomendo: coletor menstrual

Já fazia um tempo que eu queria usar o tal coletor menstrual. Depois da entrevista com a dra. Laura, então, mais ainda. Mas sempre rola aquele medinho, né? Até porque eu não consegui usar absorvente íntimo, por exemplo. Aí tinha aquele receio de que fosse a mesma coisa com o coletor.

De qualquer forma, fui à farmacia um dia e me deparei com uma caixinha. Uma versão descartável, da Prudence. Pensei: Quer saber? Vamos ver o que acontece!

Continue lendo

Textos

São tempos difíceis, amor

Tempos estranhos esses que temos vivido, amor. Acho, às vezes, que estamos a beira de um super colapso. Que caminhamos em direção a autodestruição. Nós, humanidade. Eu e você, nós vamos de mãos dadas contra a correnteza.

Não entendo tudo que acontece. E, quando penso que compreendi, enfim, as coisas tomam novo rumo e eu me perco outra vez. Se não fosse você me segurando, talvez me perdesse de vez no meio da multidão.
Continue lendo

Mulher

Stefania Ferrario: beleza não tem padrão

É muito comum (e cansativo) pensarmos que corpo bonito é aquele esbelto, alto e magro. Que mulher sensual é aquela que tem um cabelo bonito, que pode fazer aquelas jogadinhas de comercial de shampoo, usar um coque “podrinho“, com fios caindo sobre o rosto.

Nós, mulheres, tentamos atingir um padrão de beleza que, para muitas, é inatingível. Eu mesma jamais conseguirei ter um corpo de Gisele Bündchen, porque minha anatomia não é como a dela! Eu tenho quadris largos, por exemplo. Fim. Aceitei isso e bola pra frente.
Continue lendo

Close