Categoria

Instagram

Instagram, Internet, Textos

Treino infantil

Ok, já entendemos que o mundo está na onda fit. Fotos de corpinhos sarados (ou em processo de…) na academia, músculos definidos, bíceps bem trabalhados, barriga tanquinho. Sem esquecer das receitas com whey, biomassa de banana e sei lá mais o que. Acho que cada um sabe o que faz com o próprio corpo e não tenho nada a ver com isso.

Mas, hoje de manhã, um perfil no Instagram chamou a atenção de muita gente: Uma menina de nove anos que descreve a conta como “A primeira blogueira fitness infantil“.

Aí eu paro e penso como a nova “onda”, na verdade, é uma neura praticamente genética. Os pais tem medo de ficarem gordinhos ou flácidos, tem um vício em malhar, e passam essa mesma fobia para a menina que nem terminou de desenvolver o corpo.

Como isso pode ser saudável? Em que mundo? Não no meu. Criança deve ser criança. E gostar de sê-la. O “adultismo” é consequência de pais sem essa percepção.

A mãe da Anna respondeu no Instagram, dizendo que a menina não carrega pesos e vai a academia só para acompanhar o pai, que é educador físico. Ela também avisa que os exercícios foram adaptados para a idade da “blogueira” e que ela é, sim, uma criança com uma rotina apropriada.

Mas, deixar a menina se promover como “primeira blogueira fitness infantil” pode ser um incentivo perigoso para ela e para quem a segue (mais de 3 mil, viram ali?). Quantas crianças e pais vão querer acompanhar esse modelo da Anna? E quantos terão o cuidado de “adaptar os exercícios conforme a idade”?

Treino infantil, para mim, seria: 1 hora jogando Bets na rua. 30 minutos de amarelinha. 30 minutos brincando de pega-pega (pode ser queimada também). Claro, nada disso aconteceria sem os 40 minutos iniciais de dever de casa.

O segundo dia de treino seria mais light (novamente, só depois dos 40 minutos de dever de casa. Esse não é negociável): 30 minutos pulando elástico. 1 hora brincando de esconde-esconde. 30 minutos andando de bicicleta ou patins. Para encerrar, 1 hora de lego, boneca ou hot wheels.

Outras atividades também dpodem ser acrescentadas, como: Aula de idioma, natação, escolinha de futebol, aula de dança, de pintura, de desenho, de tênis, basquete, vôlei. Brincadeiras criadas a partir da imaginação infantil também são válidas e indicadas.

Recomendação importantíssima: A presença dos pais em, pelo menos, uma das atividades (a escolher) é obrigatória. Não, não é para supervisão. É para participar.

Instagram, Internet, Leca

Cereja 2015: O que vem por aí

Uma semana longe da internet por causa da cirurgia corretiva de miopia, me fez pensar bastante sobre o Cereja. Além, claro, de analisar as respostas de vocês – por sinal, obrigada! Adorei as sugestões!

Então, espero que as mudanças planejadas agradem vocês. Vamos lá:

1) Horários de postagem

É, os horários de postagens irão mudar. Na verdade, já mudaram. A partir de agora, o blog será atualizado no final da tarde e início da noite. Tentarei, ao máximo, publicar sempre até às 21 horas.

2) Melhoramento da tag #Leca

Não sei quantas vezes por semana/mês vão rolar as dicas. Mas quando rolar algo que possa interessar vocês (por exemplo: Cirurgia corretiva de miopia). Experiências, filmes, música, sites que gostei e qualquer outro tipo de coisa que possa ajudar vocês em alguma forma.

3) Nova tag: #Opinião

Os textos vão continuar sendo o carro-chefe do Cereja. Mas, de vez em quando, vou postar textos mais opinativos (e, provavelmente, mais sarcásticos) por aqui.

4) Volta da tag: #CerejaNoMundo

Em março, a tag vai voltar! Sabem o que isso quer dizer? Isso mesmo: Depois de quase três anos, terei férias! Vou viajar e postar dicas bacanas por aqui. E já temos os destinos confirmados: Miami, Orlando e Tampo (EUA).

5) Vídeos: Cerejeira responde

Alguns de vocês pediram mais vídeos. E poucos sabem (por falha minha) que existe um canal do Cereja no Youtube. Então, pensei em envolver vocês nessa parte. Uma vez por mês, penso em fazer um vídeo respondendo as perguntas de vocês. Vocês podem mandar as perguntas por e-mail ou quando eu postar “FAÇA SUA PERGUNTA AQUI” na Fanpage. Vamos ver o que acontece. Que acham?

6) Instagram

Além das selfies (ninguém é de ferro, né?), costumo postar algumas dicas no IG. Então, para aprimorá-lo, também vou avisar pelo por lá sobre postagens de novos textos. Então, se ainda não segue a Cerejeira, vem aqui e tudo se resolve!

 

Uma foto publicada por Leca Lichacovski (@leca_dpaula) em Ago 29, 2014 at 3:11 PDT

É isso, galerinha. Curtiram?

Amanhã, rola o primeiro post “Leca” do ano. Se você é míope e pensa em fazer a cirurgia para deixar de ser cego, vou contar como foi (e está sendo) minha experiência pós-cirúrgica.

Instagram, Leca, Listas

Retrospectiva da Cerejeira

Terminei o ano passado pedindo que 2014 fosse cheio de amor. Consegui o que queria – com alguns extras já conhecidos: Choros, risos, lutas, superação, descobertas e muitas lapidações.

Claro, todo ano tem seus altos e baixos mas, nesse, os baixos foram mais fundos e, por isso, os altos, mais altos do que nunca.

Em 2014, ganhei uma das minhas maiores alegrias: minha sobrinha, Eliza. E vi minha afilhada, Lavignia, crescer e completar seu primeiro ano de vida.

Gravei minha primeira música em estúdio, toquei na Virada Cultural, e estou aprendendo a me soltar mais no palco (a ponto de os meninos chegarem e dizerem: “Leca, você arrasou!“).

 

Fiquei, por mais ou menos seis meses, ao lado do meu namorado na luta final contra a leucemia. Acompanhei a adaptação da nova medula após o transplante, a recuperação dele e tive que me virar para conseguir cuidar dele em um apartamento alugado na capital. Essa foi a parte em que mais cresci, com certeza.

Me chamem de menina mimada se quiserem, mas cuidar de casa – limpar apartamento, ter que cozinhar todos os dias, lavar roupa diariamente, ainda mais no nível que tinha que ser (ele não podia ter nenhum contato com bactérias, foi um momento bem crítico, então, não era “qualquer limpeza”), foi algo pelo qual eu ainda não havia passado.

Sabe, esse período tempestuoso me fez amadurecer. Fez eu perceber que a gente tem uma força que desconhece. Ela fica ali, num casulo, esperando a hora de sair e ser usada. Eu chorei muito nessa época. E fui colo para choro também. Em ambos os casos, de alegria e de angústia.

Em novembro, voltamos para casa, em Foz do Iguaçu. Em dezembro, recomeçamos a namorar (dessa vez, sem hospitais, máscaras e remédios). Agora, estamos mirando um 2015 cheio de vida, saúde e amor (que nunca nos faltou).

2014 foi o ano em que o Cereja cresceu e ganhou nova cara. E espero que o próximo ano seja de muitas novidades, textos, inspirações, leitores, e-mails.

Que a gente agradeça mais (a Deus e aos outros) e reclame menos. Que a gente ame mais e brigue menos. Que a gente seja melhor. Sempre.

Feliz Ano Novo.
 
Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 21

“I’m sorry I don’t understand
Where all of this is coming from
I thought that we were fine (oh we had everything)
Your head is running wild again
My dear we still have everythin’
And It’s all in your mind (Yeah, but this is happenin’)”

1. Sexta é dia de trollar o chefe! – Não fui eu que comecei, juro. Só entrei na onda… Surpresa, chefinho! 😛

2. Tem gente que acordou contorcionista. –
Chorei de rir com essa pose da Meg! Ela queria me ver de qualquer jeito, mas ao invés de virar por completo, ela resolveu que essa seria a melhor forma. Claro que não resisti.

#ThePurpleToy continua

3. “…just a reminder, ok?!”.
4. “I could totally be a model… It’s a natural talent”.
5. “So hard to put thoughts down in words…”

É totalmente inútil, mas quando a cabeça tá precisando de um “tempo” durante o trabalho, ele me ajuda a retomar as boas ideias. “Ócio criativo“. Praticamos.

Siga a Cerejeira no Instagram.

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 20

“I don’t wanna be another wave in the ocean.
 I am a rock, not just another grain of sand”

Hoje surgiu um personagem no Instagram da Cerejeira: The Purple Toy. Quem é da década de 80/90 vai lembrar desse “bichinho” feito de balão e enchido com farinha ou maisena. 
Ele se tornou meu primeiro enfeite de mesa no emprego novo e a brincadeira acabou surgindo. Seguem as fotos:
“Time to work”, he said.
“May I have a cup of coffee too?”, he asked.
“Are you always this happy?”.
“Heeey… What about me?

Não, o Instagram da Cerejeira não vai ficar à merce do #ThePurpleToy. Tem mais fotos…

Corre aqui pra ver!

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 19

“Starting over with head back in
There’s a time and place to die, but this ain’t it”

1. Era pra ser uma panqueca feliz, mas… – Acordei empolgada hoje. Já cedo fui pra cozinha fazer gordice. Umas panquecas para o café da manhã. Aí, para ser “simpática” e dar bom dia, tentei fazer uma carinha feliz com geleia na panqueca, mas… Chamaram a pobrezinha até de Wilson! Definitivamente não deu certo. Valeu a intenção.

2. Turistando e descabelando. – Como eu contei no meu post de quarta-feira, fui às Cataratas do lado argentino. Essa foto é na passarela bem em frente à Garganta do Diabo. Eu e Yve descabeladinhas por causa do vento e água. Delícia! 

3. Tem gente voltando pra casa! – Margot ficou doente essa semana! Ficou dois dias internada – e até agora eu não sei o motivo. Quer dizer, foi uma “indisposição”, já que ela e Meg vivem aprontando e comendo porcaria (tipo guardanapo). Ainda bem que não era nada…



4. Missão: Não fazer bagunça / 5. Yummiii! – Fotos do mesmo dia, no mesmo lugar. Fui com a Thay no Laos Lounge Bar no domingo, dia de rodízio, e nooooosssa, que delícia! Gosto muito do lugar e recomendo. Além da comida ser muito boa, o atendimento é excelente. Os garçons são muito atenciosos e daqueles que brincam com a gente, dão dicas, sugestões, enfim. Serviço rápido, 
ambiente bem agradável e preço justo. Fica a dica!

6. Tem gente que é lady até com língua de fora. – Patinha cruzada. Até parece que é lady mesmo… Pensa numa cachorra que vive fazendo poses. É a Meg. E todas são de chorar de rir.

Siga a Cerejeira no Instagram!

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 18

“I’m not scared just changing”
 
1. Pra me fazer chorar (mais)! Tudo lindo, Ale! Obrigada por tudo. – Hoje foi uma sexta-feira diferente. Estou feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque vem coisa nova por aí e triste porque, para isso, precisei abrir mão do que tem me feito feliz há dois anos. Entendam pelo texto abaixo:
“Tudo está mudando. E rápido. Talvez assim seja melhor… Se tivéssemos que mudar aos pouquinhos, poderíamos voltar atrás e retornar à estaca zero.

Conheci pessoas que mudaram a minha vida em todos os sentidos. Aprendi muito com elas, mas é hora de encarar novos desafios. 

Só quero deixar um grande, enorme, super beijo aos meus queridos do H2foz e do Programa Conexão Rede Massa

Foi um prazer imenso caminhar com vocês e crescer na profissão ao lado de cada um”

Tô chorando até agora, mas… Que seja para o melhor.
H2FOZ: Alexandre, Ceará, Sônia, Borges e Labanca / Conexão-Focos Produções: Mário, Fran, Cassi, Suhiel, Burity, Salete, Marquinhos, Marcos, Albino, Lili, Juninho: Foi um prazer inenarrável! Contem sempre comigo!
Mil perdões se esqueci alguém. Entendam que a cabeça hoje tá mais “pra lá” do que pra cá!
2. Amor pouco é bobagem – Amigas desde sempre. Amo demais essas duas. As melhores amigas são eternas, não importa a distância, ou quanto tempo fiquemos longe. É sempre muito bom estar com vocês.
3. Siamesa é assim: se veste igual sem querer! – Pra vocês entenderem: Eu e Yve nos chamamos de “ermãs siamesas” há sei lá quantos anos. Ela mora longe a minha futura médica, em Santa Catarina, mas nem a distância nos faz deixar de ser “siamesas”. Por exemplo: Sem saber uma da outra, ambas fizemos tatuagens de cerejas. E ontem, quando fui buscá-la para sair, estávamos um par de vaso! As duas com camisa verde, shorts jeans e sapatilha de brilho. Cômico! Se tivéssemos combinado o figurino não teria dado tão certo. A saída foi ela trocar de blusa (pôs a rosa, como vocês podem ver na foto 2).
4. Superexposição – Ego/Narcisismo falando alto, né?! Enfim… Ainda tô na pira de fotos preto e branco e com super contraste. Tem ficado bonitas! :}

Quer ver mais fotos? Clica aqui!

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 17

“Hoje eu falei pra mim, jurei até,
Que essa não seria pra você e agora é”
1. Presentinho lindo! Amei, @sweethay!Sim! É uma bolsa (linda) de cerejas! Como não amar? Acho tão engraçado isso… Algumas vezes acho difícil de acreditar que “Cereja” virou minha marca. Mas eu adoro! Ah, e essa lindezura veio lá da Tailândia! Ui ui ui!
2. Operação verão. – Eu e Margot começamos a caminhar. A foto seguinte vai fazer vocês perceberem que a baixinha está precisando de exercícios físicos. 

3. Tem gente que faz charme pra tentar fugir da bronca. – Não disse? Olha o tamanho da barriga! Mas ela gordinha fica ainda mais irresistível fazendo dengo depois de aprontar. Nota-se pelos restos de pano que ela fez bagunça, né?!

4. Personalizando a capinha do celular. Tédio explica. – Fim de férias e a pessoa não aguentava mais ficar em casa. Aí tinha a capinha do celular crua (já que não encontro capinhas divertidas para o Samsung Lite) de um lado e uma caixa com esmaltes do outro. Deu nisso.
5. Cores de verão. – Gosto de coisas simples e de elas se completam numa foto. A composição aí foi simples. Larguei meu chinelo na borda da piscina antes do mergulho e amei o contraste das cores. Singela, mas eu curti.
6. Vamos começar! – Segundo livro do ano. “Ler mais” está nas minhas metas de 2013. Terminei O Anel – A Herança do Último Templário e, em seguida, já comecei esse da J.K Rowling (autora da série Harry Potter). Esse não tem nada a ver com bruxaria. É um suspense e, como eu gostei muito do jeito que ela escreve, não resisti. Agora, é só imergir na história.

Tem mais filtros mágicos aqui.

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 16

“Once upon a time, we burned bright”

1. Vida de míope quando chove. – Aí você tenta secar o óculos na blusa, que está tão molhada quanto, e tudo fica pior. Se vira nos 30.

2. Oi, fim do mundo.  – Véspera de “Fim de Mundo”, eu voltando pra casa de uma matéria e céu desse jeito. Tentei fotografar os raios que apareciam a cada 2 minutos, mas claro que não consegui. Eu quase (quaaaaaase) acreditei na profecia Maia nesse dia. Mas passou.

3. Tem gente pronta para o Natal.  – Tinha gente pronta para o Natal. Margot arrancou o próprio colar segundos depois de a foto ter sido tirada. Sem contar que já tomou banho de chuva. Já era a “menina linda e cheirosa” para a festa.

4. E assim vamos… – Chato, né?!

5. Mini Narciso Rodriguez. ♥ – Sou viciada em perfumes. E isso encaixa direitinho com o fato de morar na fronteira, onde Paraguai e Argentina vendem perfumes excelentes e muito mais baratos do que no Brasil. O Narciso Rodriguez é um deles. Se você ainda não conhece, procure conhecer porque é delicioso! Tem várias fragrâncias, desde mais suave até algo mais “sexy”, sabe? Só que eu acho que só vende na Monalise (Ciudad del Este). Se acharem em algum outro lugar, avisem! 

6. Bela! ♥ Amei, @alineaguayo. – Já fazia tempo que eu queria uma blusinha da Acessórios e Produtos Personalizados, mas não tinha certeza de que desenho escolher. Até que, na página do Facebook, eu vi um desenho da Branca de Neve e aí me veio a luz! Pedi uma Bela (de A Bela e a Fera) para mim, já que sou viciada no desenho (a ponto de tatuar a rosa encantada na perna). E esse foi o resultado! Achei linda e amei demais. Super recomendo!! A Aline faz a arte e mãe dela bota a mão na massa. Entre na Fanpage e veja mais trabalhos por lá.

Tem muito mais fotos no Instagram da Cerejeira. Siga-me!

Instagram

No Instagram da Cerejeira – Semana 15

“Traz nas asas um novo dia
Me ensina a caminhar”
(João de Barro – Maria Gadu)

1. Amor antigo e eterno. – Foto de ontem a noite (eu com cara de “acabei de sair do trabalho”, porque, de fato, tinha), junto com a mulherada das antigas. Na ordem da escadinha: Mariane, Thayana, Cerejeira e Yve. Amigas desde a época da escola. Saudades imensas delas. Foi ótimo comemorar o aniversário da Thay e ainda nos reunirmos. 
2. Viva os 30 anos do casal! – Mais uma comemoração na semana: 30 anos de casados dos meus pais. Comemoração num restaurante japonês aqui em Foz que, me perdoem, não lembro o nome. Na verdade, não fiquei muito fã. Quem curte comida japonesa, recomendo Sushi Hokai e Laos Bar. Tem outros restaurantes, mas não conheço. Já ouvi falar no Club Maki e Origami (Ciudad del Este), mas nunca fui. Em todo caso, PARABÉNS AO CASAL!
3. Ganhou vida. – Chegou Natal! Pinheirinho montado aqui em casa. Dá outro clima, né?! 


4. Só a “moguegada”. Oh wait! – Maaais festa! Semana passada postei uma foto com a minha amiga formanda, Juliana (Instagram da Cerejeira 14). A colação foi na quinta e o baile na sexta a noite! Esse povo na foto são meus “primos” de outras mães. Crescemos, aprontamos e brincamos juntos. Sempre rola uma nostalgia quando nos vemos. Delícia de companhias!
5. Sempre tem uma tonga que põe a flor do arranjo de mesa na cabeça. – E, em 99% das vezes, serei eu.

6. It’s party time! – Ainda sem saber fazer cara de foto… Amo/sou tutoriais da internet. Maquiagem via Petiscos e cabelo via The Beauty Department. Porque gastar em salão não me pertence mais (tanto).

Siga a Cerejeira no Instagram!

Close