“Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração… ”
(O Pequeno Príncipe)
E é por isso que eu tô sempre olhando por cima do ombro… Pra ver se aquele vulto é o seu. Pra garantir que é você abrindo a porta. Pra ter certeza de que foi sua risada que ouvi. 
Minha ansiedade fica a flor da pele e meus reflexos, fantasiosos. Viro ligeiro a qualquer menção do seu nome.  A qualquer possível batida na porta. A qualquer apertar da campainha.
E te quero tão logo, tão rápido, que até escrevo curtinho, só pra não perder a sua chegada.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments