Eu quero te beijar de novo. E outra vez. E novamente. Quero te beijar muito, como nos beijamos naquela noite no meu carro. Como naquela madrugada no seu sofá, ao som de Lynyrd Skynyrd.

Eu quero te beijar até as horas se perderem nos ponteiros. Até eu sentir você arrepiar na nuca, nos braços e na barriga. Quero te beijar até você puxar o meu corpo para mais junto do seu e não me soltar.

Eu quero te beijar como se este fosse nosso último dia na Terra. Talvez até seja… Quem pode saber? Então, eu quero te beijar até ser inesquecível. Até fixar bem na boca, na memória e na alma.

Eu quero te beijar até seu fôlego começar a ficar ofegante. Até os beijos se mesclarem com mordidas e variarem o ritmo. Quero te beijar até matar minha sede em você. E eu quero te beijar porque só em ver você, os meus lábios já te pedem.

Eu quero te beijar contra a parede do quarto, deitados na cama, no meio de uma multidão. Aqui ou em Paris. Numa barraca de acampamento ou de férias em Gramado. Eu quero te beijar de qualquer jeito. E eu vou.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments