Se eu pudesse, falaria de você o tempo todo. Não para insistir num discurso do mesmo assunto… Mas para inspirar. Para tentar fazer com que as pessoas vejam como você foi bom em todos os sentidos e tentar ser, de algum jeito, boas também.

Eu ainda choro de saudade, amor. O processo vai ser longo, pelo visto. Mas saiba que a dor só me faz notar quão especial você foi na minha vida e em tantas outras.

Tô aprendendo a me acostumar nessa realidade onde não tem mais você (fisicamente, porque, do meu coração, não vai sair nunca). E, ao invés de pensar no tanto de coisa que planejamos e não fizemos, foco nas boas surpresas que pudemos viver. Essas coisas, amor, tem gente que passa a vida buscando. E nós conseguimos passar com êxito em poucos anos.

Eu sou grata, baby. Não quero soar como amargurada. Eu agradeço a Deus por ter colocado você na minha vida. Saiba, aí onde está, que eu não mudaria nada, porque eu sei que valeu a pena, tanto para mim quanto para você.

Não estou brava nem revoltada com a sua partida. Triste, sim, porque isso é inevitável. Mas saiba que mesmo antes de você ir, eu conversei com Deus e disse que aceitaria o que Ele decidisse. Eu pedi que Ele fizesse o que fosse melhor pra você, não pra mim.

Me disseram que isso é amor. Aquele de I Coríntios, que “não é egoísta”. Eu não podia ser, né? Eu via a sua prisão e sofria junto. Precisei te tranquilizar e me certificar de não te dizer isto chorando: “Pode descansar. Eu vou ficar bem”.

Fiquei em paz quando você também ficou. Estou me recompondo e meu coração – ainda que em pedaços – está tranquilo.

Só tem uma coisa que anda me irritando muito. Quando vejo casais mentindo um para o outro. Fingindo um para o outro. Amores desperdiçados. Desvalorizados… E eu chorando dia e noite porque o meu não está mais aqui. Tenho vontade de dar um chacoalhão nessas pessoas, para aprenderem a tempo que amor faz e está em falta.

Mas tudo tem seu tempo, como diz a Bíblia. Eu estou no tempo de ser remoldada. De chorar. Mas também é tempo de ser amparada por abraços amigos. Redescobrir neles uma razão e um rumo.

Eu te prometi que ia ficar bem, amor. E eu vou ficar… Assim que chegar o tempo.

 

Comments

comments

Powered by Facebook Comments