Parece título de episódio de Game of Thrones, mas não é. Depois de dois dias (gelados e lindos) em Füssen, fomos para Rothenburg ob der Tauber, com parada para almoço em Augsburg, outra cidade da rota romântica. Não tenho foto de lá porque perdemos o foco e só fizemos compras. Então, vamos focar em Rothenburg.

Chegamos a cidade atrás da muralha junto com umas crianças que iam se apresentar no mercado de Natal

Essa pequena cidade alemã é bem lindinha e chama atenção justamente por ainda ter muralhas medievais ao seu redor, mas existe vida fora dela também. Nosso hotel, inclusive, ficava na parte externa. Não falarei mais sobre ele porque foi um erro medonho de escolha e prefiro não fazer propaganda (boa ou ruim). Se forem para Rothenburg, escolham uma hospedagem no lado de dentro da muralha, ok?!

A entrada principal da cidade. A vantagem do nosso hotel era a distância. Uma coisa boa tinha que ter.

O Mercado de Natal, pra variar, era um charme. Mas as lojas de brinquedos…. Meu.deusdo.céu! Era uma atrás da outra, com brinquedos feitos em madeira, como os tradicionais Quebra-Nozes. Não podia tirar foto nem filmar dentro das lojas. #chatiada

Ficamos tão encantos com as lojas que quase perdemos a apresentação das crianças!

As crianças se apresentando no Mercado de Natal.

Rothenburg tem uma espécie de “Times Square”. Não por seu tamanho ou super tecnologias, mas por ser meio diagonal e um dos pontos mais fotografados da cidade. Para ver a Plönlein, resolvemos voltar pela manhã, antes de seguirmos viagem.

De dia, a cidade continua bonitinha, mas gostei mais dela a noite. Demos uma passeada por lá depois de fazer check-out no hotel medonho – o café-da-manhã era bom, verdade seja dita.

A parte interna da muralhas pode ser visitada facilmente a pé. Tanto para ter acesso quanto para conhecer e caminhar lá dentro. Nosso encerramento foi na Plönlein.

O ponto mais fotografado de Rothenburg

Antes de sairmos, comprei uma Scheenballen, doce típico da cidade para essa ocasião natalina. O nome quer dizer “bola de neve”, por causa da aparência do doce.

Não nego um docinho. Mas é uma massinha coberta com açúcar. Só chama atenção pelo formato mesmo

Feito o nosso último tour pela cidade, pegamos o carro e seguimos para Frankfurt, a parte final da viagem.


FOTOS: Todas as fotos desse post foram tiradas por mim (celular Zenfone 2 e GoPro Hero 4)

Comments

comments

Powered by Facebook Comments