Eu não quero, mas você precisa ir. Para longe e agora. Me dói dizer isso, mas é muito mais doloroso ver você se destruindo por minha companhia – como se eu merecesse o sacrifício. Eu sou mesmo um filho da puta egoísta por ter deixado você ficar. Me perdoa por isso e por tudo que estou fazendo, mas eu te amo demais para permitir que isso se estenda.

Você faz eu me sentir melhor e mais vivo. Algo que não seria possível sentir. É inexplicável. E eu me odeio por ter que abrir mão disso… Eu sou um patético. Por favor, nunca pense o contrário. Jamais, eu repito, jamais pense que o problema é você.

Você é o tipo de garota que inspira o mundo, canções, epopeias e eu… Bem, eu sou essa bagunça, cada vez pior. Cada dia mais confuso e sem direção. Eu tô perdido. Completamente. E isso inclui o fato de estar perdidamente apaixonado por você, por seu sorriso, seu perfume, suas roupas, seu cabelo e tudo que te compõe.

Então, vai agora, antes que eu mude de ideia. E eu não posso deixar que isso aconteça. Não posso ser o herói que te salva do mundo, mas posso salvar você de mim.

Vou fechar os olhos pra não precisar ver você saindo, talvez fique mais fácil. Feche a porta sem fazer barulho, para eu não notar o estrondo que sua ausência vai fazer.

Recupere-se dos estragos que causei ao melhor coração que eu já vi e habitei. Fica bem, por favor. E entenda, talvez a noite ou daqui uma semana, não sei quando, mas entenda que deixar você ir foi a maior prova de amor que eu pude te dar.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments