Texto que fiz hoje para o H2FOZ.

Projeto Fenda se apresentou ontem no Natal das Cataratas


“Ela estava sentada junto a sua família curtindo o bom som. Guitarra, bateria, baixo e teclado, nada mais do que isso. A impressão era que tinha uma orquestra completa em cima do palco, despejando virtuose para os ouvidos presentes.



Os pés eram embalados pelo ritmo da música. “Os meus olhos coloridos” (bate pé) “me fazem refletir” (bate pé), e assim por diante. O suingue era contagiante. Logo, o corpo todo, mesmo acomodado na cadeira, tentava uma dança desajeitada. Sinal de satisfação.


A primeira banda termina sua apresentação e se retira com aplausos do público. Pausa para a troca. Ela pega um crepe para a espera ficar mais agradável. Os novos músicos já estão se posicionando e acertando o som para logo mais.


O crepe termina em tempo. O show começa e ela se senta novamente, com os olhos encantados mediante a qualidade do que via e ouvia. Os ritmos brasileiros orquestrados davam vontade de sair dançando pela praça inteira.


As letras que a banda cantava eram sobre a cidade em que vive. Ela ia reconhecendo as situações e intimamente concordando com cada verso. “Isso é Foz do Iguaçu, recebe o estrangeiro, não há céu mais azul”. 


De repente, sem saber por que, ela resolve olhar ao redor e, então, vem a decepção: Assentos vazios demais para um show tão bom. Ela se sentiu lisonjeada por ser uma das sortudas a ouvir aquela brincadeira de notas que resultavam em música. 


Ao mesmo tempo, a pena e uma pontada de desapontamento com quem não apareceu. “Perderam um show e tanto! Sorte que não foi apresentação única. Isso vai dar outra chance a quem não veio”, pensou.”

Vamos encerrar por aqui a crônica. A história narrada é, infelizmente, verdadeira. Ontem a noite, 19, no Natal das Cataratas, fui conferir a programação que reunia grandes músicos de Foz do Iguaçu, mas o público era pequeno. E isso me entristeceu.

Só posso dizer que, quem não foi, perdeu. A programação na Praça do Mitre segue até domingo, 23, e eu recomendo e indico que você saia de casa para conferir o que rola por lá. Todas as apresentações tem sido de uma qualidade imperdível e não me conformo que você fique em casa no Facebook enquanto espetáculos estão acontecendo (gratuitamente, diga-se de passagem) no centro da cidade.

É uma oportunidade para você curtir o que tanto é pedido: cultura. Independentemente de qual estilo musical você goste ou a que tribo pertença, vale a pena. Você vai se surpreender, eu garanto.

Conheça mais do Projeto Fenda aqui.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments