Ontem me submeti ao primeiro tratamento estético da minha vida! Desde o início do ano, resolvi me cuidar mais. Alimentação mais certinha, atividade física sem preguiça. Os resultados estão aparecendo timidamente, mas se surgiu algo que pode ajudar ainda mais, por que não, né?

Eu já tinha ouvido falar dessa tal criolipólise no início do ano, eu acho. E comecei a ver a moda crescer e a pipocar na timeline. Comecei a pesquisar a respeito e achei legal. Pensei: “Opa! Pode me ajudar” (porque eu tenho aquela pancinha que não sai nem com 200 segundos de prancha, sabe? E é por pura estética. Eu tenho noção disso. Então, pelo menos por ora, não planejo ir pra faca por causa disso. A “crio” me pareceu mais certeira para o meu caso).

O que é: Criolipólise é um novo tratamento não invasivo que congela as células de gordura.

Por se tratar de um tratamento, é preciso ter alguém que saiba o que está fazendo. Ou seja: um lugar de segurança. Não entre na primeira clínica que vir pela frente ou naquela que oferecer o melhor preço. Pesquisa é primordial. Estamos falando do nosso corpo! Imagina se largamos na mão de alguém que só põe o aparelho de qualquer jeito e depois faz massagem que mais parece estar sovando massa de pão? Não, não. Pergunte. Vá ao local. Peça referências.

Aqui em Foz, encontrei a Clinic – Fisioterapia Feminina. E fui lá pra ver. A Clinic segue a metodologia da Priscila Palazzo: Sessão de Criolipólise (separe umas 3 horas para isso, tá? Vá sem pressa e sem nenhum compromisso depois. A sessão demora. Melhor ficar tranquila) + dez sessões de pós-crio, que são tratamentos complementares que ajudam a manter e a esculpir o corpo.

É claro que eu não cheguei e imediatamente marquei a sessão de crio. A Melissa (fisioterapeuta responsável) sentou comigo, fez avaliação, me explicou tudo certinho como será todo o processo. Aí vem a primeira coisa que não te contam sobre Criolipólise: Não é um milagre divino que você já sai fina com uma única sessão. É um tratamento a longo prazo, dura cerca de três meses. E como em todo e qualquer tratamento estético, você precisa fazer a sua parte! Alimentação e exercícios são primordiais para a redução de medidas. Não adianta fazer Crio e se jogar no sofá comendo pizza, né?

Dadas as explicações, marquei o meu horário. Ontem, ele chegou. Eu fui com um pouco de medo, confesso, porque ouvi por aí que a tal da crio dói! Segunda coisa que não te contam sobre ela: Ela não dói tanto assim, até porque, dor é algo muito relativo! Os primeiros cinco minutos são um pouco desconfortáveis, sim. Mas nada que me levou a querer abandonar a causa e dizer: “Não consigo! Dói demais“. Passado esse início – que nada mais é do que uma adaptação do corpo ao frio do equipamento – eu fiquei bem tranquila… A ponto de tirar um pequeno cochilo na cama.

Eu fui contanto o passo-a-passo no meu Snapchat (LecaLichacovski). Olha só:

E depois? Dói?
Mulherada, vamos desapegar desse medo de dor! Eu tô aqui viva contando a história, não estou?! Então! A região fica sensível, sim. Mas volto a repetir: Dor é relativa. Eu tô bem de boa aqui. Enfim… Eu gostei. Verei os resultados agora? Não, mas tudo bem. Não tenho pressa. Prefiro fazer tudo certinho agora e ficar satisfeita com meu corpo.

Se você quer o mesmo, procure um profissional em que você confie e tire todas as suas dúvidas! Aqui, eu só estou contando como foi comigo, ok? Não é regra geral!

E digo mais, gente! Se você se interessou e quer conhecer a Clinic, anota esta: vai rolar sorteio de uma sessão de Magic Touch Detox ou Slim Body ou Clear Skin! Vem aqui pro Facebook e participe (válido apenas para moradores de Foz do Iguaçu).

sorteioclinic_cerejanoombro
Acho que é isso! Qualquer dúvida, deixa nos comentários.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments