Aproveita o agora e olha bem pra ela, rapaz. Guarda com carinho os detalhes que mais te agradam, porque eles vão desaparecer. Ela vai mudar. Vai se transformar a noite, enquanto você não vê. E eu não sei dizer se você vai gostar dela depois que a metamorfose terminar.

Ela é inconstante. E por causa das decepções, a expressão doce do rosto vai enrijecer. E este coração, hoje seu lar, ficará inabitável. Seco. Deserto. E sabe do que você vai sentir mais falta? Daquela ingenuidade que você tanto desaprovava e dizia ser infantil. Mal sabia você que esse era o item que faz dela quem ela é. Era. Agora já ficou para trás.

Ela verá o mundo e as verdades e crueldades que ele traz no dia-a-dia. Sem querer ou perceber, ela seguiu o seu conselho: deixou a vida fantasiosa-cor-de-rosa e adentrou nesta em preto e branco. Ela vai se perder. Vai beber, fumar, trair, explorar, e quando ela fizer tudo isso, entrará em colapso. Não restará mais nada dessa sua menina. Será outra.

Se eu fosse você, rapaz, dava um beijo agora e guardaria o gosto desses lábios, porque será a sua última chance. Se deixar para fazer isso quando ela acordar, o gosto que irá sentir será do veneno que a matou. Então, beija agora e saboreia aquilo que você nunca apreciou. Lembra disso e sinta saudade.

Olha bem pra ela. Guarda com carinho os detalhes que mais te agradam e diga adeus, porque ela já não está mais aqui.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments