Sobre

Quem é a autora do Blog?

Sou a Leca Lichacovski, Jornalista. Blogueira. Vocalista da Banda Gonzales. Sarcasticamente engraçadinha. Talvez você vá com a minha cara, talvez não.

Saiba mais

Escolhidos só pra você

Explore essas categorias

promo image

Leitor

Texto dos leitores
promo image

Listas

Coisas boas listadas
promo image

ETC

Entre Todas as Coisas
promo image

Cultura

O que acontece
promo image

Leca

Minhas coisas
Receitas

Gordice de cinema

Sabe quando você tá assistindo filme ou só vendo TV mesmo, e aí bate aquela vontade de fazer pipoca? Aí você vai lá pra cozinha e te surge a brilhante ideia de fazer pipoca doce também e o resultado é aquela coisa gosmenta e murcha?! Ou então tem que usar duas panelas… Uma para a pipoca e outra para a parte doce…


Pois então, seus problemas acabaram! Achei uma receita de pipoca doce que é mais fácil que andar pra frente e fica tão boa quanto as de Curitiba no ponto.

Ingredientes
5 colheres de sopa de óleo
5 colheres de sopa de milho
5 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de água
1 colher de achocolatado em pó
Modo de Preparo
1. Jogue tudo na panela e mexa em fogo de baixo a médio. E daí basta tratar tudo como pipoca normal.
Só. 
Sim, só isso!
Vai parecer que não vai dar certo, mas “tende bom ânimo“, porque funciona. O milho demora um pouco mais do que o normal para começar a pular, mas fica tranquilo que é assim mesmo.
Quando o intervalo dos pulos diminuir, desligue o fogo, senão vai queimar.

Viu só que fácil?!

E quem não podia não dar o ar da graça enquanto eu fazia a pipoca?!
A arte de andar descalça pela casa.

Agora é comer essa delícia delícia, assim você me mata enquanto assisto American Idol.

Boa noite!

Blogosfera, Foz

#BlogTurFoz

Semana que vem, começando na segunda feira, um grupo de 14 Blogueiros especializados em turismo vem para Foz do Iguaçu a fim de divulgar a cidade e seus atrativos na rede. A convite dos blog Trilhas e Aventuras, juntamente com a Loumar Turismo, eles vão ficar aí – com agenda cheia – até o dia 18 de março.

Acho digno, afinal, Blogs eram notícia; hoje, eles a fazem. Tudo se resume em internet e acho que isso dará boa visibilidade para a casa de uma das sete novas maravilhas da natureza!  Chega de notícias ruins, né?! Não queremos mais ser vistos apenas como “Tríplice Fronteira, a porta de entrada de todo mal da humanidade” (tá, Rafinha Bastos?!)


Bom… A ação já tá no Twitter (#BlogTurFoz), no Facebook, e com um site oficial, informando quem serão os participantes e toda a programação para eles!

Você também pode acompanhar tudo que vai rolar pelo blog Eu Amo Foz.

Cereja no Mundo, Leca

Virei Aquarela

Lembram quando surgiu a Lequinha (minha versão desenho) e eu fiquei toda feliz no post contando o ocorrido?

Pois então… Ontem, meu amigo querido e ilustrador do Cereja, Yuri Amaral, jogou um mistério no Facebook:

Pronto! A curiosidade subiu à cabeça, né?!
A noite, recebi uma mensagem de que estava pronto e que hoje me entregaria. Fui até a Lupah, onde ele trabalha, para receber minha surpresa.
E gente… AMEI! Olhem só:
Desenho em aquarela de uma Leca desbravadora!
Essa é uma foto do desenho… Olhando no papel consegue ser mais bonito! 
Há uns dias, pedi para o Yuri fazer uma versão da minha bonequinha para a minha viagem (imagina se eu vou perder a oportunidade de fazer vídeos para mostrar pra vocês, né?! Aí eu queria um novo desenho para servir de “vinheta de abertura”). E ei-la! Junto, os rascunhos do que seria a Leca aventureira!
A evolução do trabalho
Cria, Criador e…. eu! 😛
Ficou lindo, Yuri!! Você disse que ia ficar sem graça por causa dos meus elogios… Mas são merecidos! Você tem um talento incrível e eu desejo, do fundo do meu coração, que ele só cresça! 
Outra coisa que gostei bastante:
Digníssimo, o Yuri vai fazer desenhos na parede lá de casa! Se prepare! RÁ! Na pausa, eu até deixo vocês jogarem uma partida de Go. Sou ou não sou um amor?!

Cereja no Mundo

Cereja pelo mundo

Credo, Letícia! Dois dias sem postar… Que desnaturada!“. Eu sei, gente. Mas vocês sabem que, se não rola novidades por aqui, é porque realmente não deu tempo.

Buuut, estou de volta e tô louca pra compartilhar uma notícia com vocês! Não envolve celebridades, filmes ou música. Solamente yo.

Em julho, vocês vão acompanhar uma série de postagens chamada: Cereja na….. (rufem os tambores) Espanha!

Sí, mis amigos! Me voy a Madrid!

Desde o ensino médio eu tenho vontade de fazer intercâmbio. Como comecei a guardar dinheiro no ano passado, esse ano conseguirei realizar esse sonho. Ficarei um mês na Espanha, mas não será (só) a passeio. 
Achei um curso no Instituto Europeu de Design que cai como uma luva para mim: Community Manager, cujo foco é o trabalho em redes sociais, área na qual estou me especializando. 
Então, vou matar dois coelhos numa paulada só. 
Estou que não me aguento de felicidade! Tenho o sonho de conhecer a Europa. 
Tá, eu sei que não vou conseguir ver tudo, mas já tenho algumas cidades próximas de Madrid que entram no meu roteiro de viagem. Sem contar que a capital espanhol por si só já vai ser foda legal pra caramba!
Barcelona

Ainda não sei bem o que tem por lá. Estou pesquisando, dando uma olhada aqui e ali na internet. Mas sei que irei ao Estádio do Barça, encontrar o time, tirar foto e gravar um vídeo deles falando “Cereja no Ombro!”. Ah, um mergulho rápido no mar mediterrâneo também está nos planos! Vou voltar bronzeada para Foz… no inverno.
Também não sei quantos dias vou ficar lá, talvez um final de semana. Aceito sugestões de lugares para conhecer. Quem já foi, deixa um comentário e ayudame!

Valência

Outra cidade na qual vou pegar uma praia. RÁ! Além de comer paella e outras gostosuras espanholas. Parece ser linda pelas fotos… Tomara que dê tempo (e dinheiro) para eu ir visitá-la. Novamente, aceito dicas! Vai ali embaixo em “Sementes” e deixe o comentário (caso não possua uma conta Google, selecione o perfil Anônimo, mas deixe seu nome pelo menos…)
Cordoba

Não quero viver só de praia. A região da Andaluzia parece ser tão linda quanto as outras cidades já citadas. Córdoba tem o aspecto antigo, simplesmente incrível. Se der, pretendo esticar para outras cidades da região, como Sevilla e Granada, que também tem esse estilo histórico e interessante. No fim das contas, queria ter mais de um mês para ficar por lá… Mas, um passo de cada vez, né?! Vai chegar o dia em que conseguirei visitar outros países europeus, como Portugal, França, Itália e Inglaterra. 

É isso, gente. Ainda tenho tempo até ir… Mas, já estou me preparando. Meu “portunhol” tem que ser melhorado… Aliás, substituído por espanhol. Então, estou estudando em casa. E, não custa reforçar: Se você já foi pra Espanha, me ajude! Onde é legal de ir comer, conhecer, dormir, curtir a noite, etc?

Vai ali nos comentários ou manda um e-mail (leca@cerejanoombro.com). Vou ficar tão feliz com sua sugestão!
Textos

Poesia Matemática

Às folhas tantas do livro matemático,
um Quociente apaixonou-se
um dia doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide, 
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida 
paralela à dela
até que se encontraram no infinito.
Quem és tu?”, indagou ele
em ânsia radical.
Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa.
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação 
traçando 
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidiana
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas. 
E enfim resolveram se casar
constituir um lar, 
mais que um lar, 
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade 
integral e diferencial. 
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes 
até aquele dia 
em que tudo vira afinal
monotonia.
Foi então que surgiu 
O Máximo Divisor Comum
freqüentador de círculos concêntricos,
viciosos. 
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade. 
Era o triângulo, 
tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era uma fração, 
a mais ordinária. 
Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser 
moralidade
como aliás em qualquer 
sociedade.
(Millôr Fernandes, do livro Tempo e Contratempo)

Acho essa poesia muito bonitinha. Que cada um de nós tenhamos o nosso “número primo”.


Feliz Dia Internacional do Amor.

Receitas

Gordice – Fazendo Cupcakes

E quem disse que gordice só tem que ser de domingo? A Gordice nos aperta durante a semana também e daí, o que fazemos?
Cupcakes.

Eu era louca pra fazer esses bolinhos há tempos, hoje pus a mão na massa. Me surpreendi com a facilidade e simplicidade de fazer essas delicinhas. Achei uma receita super tranquila, anotem:

MASSA:
1 xíc. de chocolate ou achocolatado em pó
1 xíc. de leite
2 xíc. de açúcar
3 xíc. de farinha
3/4 xíc. de óleo
1 colher de sopa de fermento
2 ovos
OPCIONAL: 1 colher de chá de essência de baunilha

Modo de Preparo

1. Bata primeiro os ingredientes secos, menos o fermento. A impressão que vai passar é que uma xícara de chocolate vai ser pouco, mas acredite, não é.
2. Adicione o óleo, o leite, os ovos e, se quiser, a baunilha. Sempre misturando bem.
3. A massa vai ficar meio espessa, mas é assim mesmo, porque não vamos usar formas de alumínio, só as de papel.
4. Deixe a batedeira de lado e, com a colher, coloque o fermento. Daí, já pode passar para as forminhas. Essa receita rende 30 porções.
5. O forno já tem que estar pré-aquecido. Deixe assar por cerca de 30 minutos.

Distribuindo a massa nas forminhas… – Foto por Deborah

Raspando beeeeem para não ter desperdício!

Le grupo de cupcakes prestes a ir ao forno


COBERTURA:
1 xíc. de manteiga sem sal
6 a 8 xíc. de açucar – pode ser normal ou de confeiteiro.
1 colher de chá de baunilha
1/2 xíc. de leite

Modo de Preparo

1. Bata tudo na batedeira até ficar com uma consistência bonita e tudo bem misturado. Não tem segredo. só vendo para saber quando está no ponto.

Buttercream

Vou falar bem a verdade: Não curti muito a cobertura. Dá pra fazer de brigadeiro ou qualquer outro tipo de cobertura de bolo normal… Essa eu achei meio enjoativa.

Mas o cupcake ficou dili!

Leca

Virei desenho!

Geeente, tô tão empolgada!!

Notaram que, passado o mês de aniversário, o cabeçalho do Blog mudou e para algo novo, criado pelas mãos do querido Yuri Amaral.

Eu amei a bonequinha! Achei linda demais, Yuri! Brigada!

Olha só a semelhança:

Só um adendo: Não foi fácil tirar essa foto…. E acho que vocês já sabem o por que.
Ah é?! Quer aparecer na foto, dona Margot, então vem cá!

Diz aí, quem resiste à essa carinha?

Voltando ao Cereja!… Como eu disse, estou super feliz com a criação do Yuri e agora preciso da ajuda de vocês!

Deixem ali nos comentários o que acharam da Leca-boneca!
Leca

Circuito Sabiá

To poooooooddrrreee!!  Apesar do cansaço, o #DomingonoCampo foi extremamente agradável, divertido e, gastronomicamente falando, delicioso. 
Saímos de Foz por volta das 9h da manhã, em uma das vans da Loumar Turismo. O grupo era de cerca de 15 pessoas (não contei, mas acredito que tenha sido isso), sendo os responsáveis o pessoal lá do Polo Iguassu. Do povo convidado, a maioria não conhecia o circuito, como eu. Alguns até já tinham ido, mas com certeza a visita de hoje foi bem mais legal por causa das companhias. #brinks
Tudo bem que fomos em modo zumbi, mas foi só chegar na primeira propriedade para nos animarmos. Fomos recebidos por Zilmar, da família Bozio, nos esperando com um café da manhã carregado.
Zilmar nos recebendo…
…junto com esse cafezão!

A maravilha maior é que, por tudo ser feito com produtos deles mesmos (ou das outras famílias), o gosto é diferente do que comemos na cidade… Tem um gosto verdadeiro, uma de-lí-cia! Simplesmente isso.
Todos comidos satisfeitos, fomos dar uma volta ali pela propriedade. Conhecemos o pomar, comemos ameixa do pé, vimos porquinhos da índia, coelhos, artesanato e a primeira cachoeira do dia.
Convidativa!
Os desbravadores (já que a água estava gelada): Leca, Suzana (da Trafor) e Alysson  (Enlink). Depois da Flavia Vianna (também da Trafor) encarou molhar os pézinhos.

 Feito isso, foi a hora de voltarmos à casa dos Bozio para fazermos um pouco de artesanato. Fizemos nossas próprias baratas. Éééé, baratas. 

Tá, na verdade, elas já estavam feitas. só tínhamos que dar-lhes braços e pernas.

Aí o povo deixou a imaginação fluir. A minha, pobrezinha, terminou numa cadeira de rodas. Mas ela era feliz, isso eu posso afirmar para vocês.

Depois da brincadeira, bateu a fome (mentira, só chegou a hora do almoço). Fomos de trator até a gruta da comunidade e, então, seguimos até a casa da família Grassi para o almoço – e que almoço!
Dona Neca e ‘seu’. Grassi nos contaram a história de tudo antes de comermos. Recepção super querida e preparada.
Não dá nem pra tentar dizer o que estava mais gostoso.

Esse foi o Almoço Rural típico italiano. Tortei, torta de mandioca, polenta, carne de porco, cuca e mais outros pratos pra lá de bons. O resultado não poderia ser outro, a não ser um super pratão de caminhoneiro, né?! (não, não vai ter foto do meu prato! hahahaha)

A tarde foi, se possível, melhor do que a parte da manhã. Seguimos para o redário, um lugar debaixo de árvores simplesmente delicioso de descansar depois da comilança. Enquanto um pessoal deitava, outro formou a rodinha do violão. RÁ!

[ATUALIZAÇÃO]
Certo, consegui/roubei as fotos do redário e da roda de viola.
Pensa só!.. Que delícia descansar aqui depois do almoço (foto: Loumar Turismo)

@LuizHDias (de costas), @betta_rodrigues, eu e clifford, @thaizamacedo e
@fabicolling (@paraguaipink). (foto: Loumar Turismo).  O @garonpiceli
também tava por perto. Acho que ele tava tirando a foto, por sinal… 
“Nossa, nossa, assim você me mata”. Mentira, não era essa música. Era Valerie. (foto: Fabi Colling)

A vida já tava boa do jeito que tava, mas sempre dá pra melhorar. Ainda mais com um banho de rio!


@aalyssonbr, @polilhama, @garonpiceli, @betta_rodrigues, @thaizamacedo, @leca_dpaula e @fabicolling (@paraguaipink).

Momento “Garota na Chuva” (música interpretada pelo Alysson algumas vezes, mas perdemos de registrar)
#SANTOCRISTO

Enfim… o dia terminou com a visita a terceira propriedade, da Nona Grassi, com visita ao museu da comunidade e….. mais comida.

Salames, queijos, sucos e etc. são produzidos ali mesmo
Ai ai… o bolo de fubá com goiabada…. Gentem, que dili! Sério!

Depois de forrar o estômago, volta para Foz. Eu adorei o dia, de verdade. Não dá pra botar uma reclamação sequer… Quem quiser ir visitar, vale muito a pena. Mas, tem que agendar antes.  Acesse o site e saiba mais.

Mais uma vez, quero agradecer o convite de Loumar, Polo Iguassu e ClickFoz. Estamos esperando a próxima!

Agora, eu quero/vou para a minha cama.

P.S: Tem mais fotos e infos lá no Paraguai Pink.

Leca

Domingo no Campo

Domingo é dia de aproveitar o que há do turismo rural aqui da região. E, o que é melhor, estar em ótima companhia!

O #DomingoNoCampo foi um convite da Loumar Turismo, ClickFoz e Polo Iguassu, cuja proposta é levar o pessoal da Social Media de Foz do Iguaçu até Matelândia e curtir o Circuito Sabiá.

O roteiro será o seguinte: Começaremos no Cantinho Bózio, local de artesanato e, a trator, iremos visitar a gruta da comunidade (com direito a banho de cachoeira – ô, “diliça“). Em seguida vamos almoçar na Família Grassi, descansar no redário e a tarde conhecer as peças que contam a história da comunidade.

Mal posso esperar! Já estou até reciclando o repertório, porque vou levar o Clifford (meu violão – sim, ele tem nome) e nós vamos mandar ver!

Quer dizer, isso se meu pulso colaborar… Ele anda meio doído, daí fazer pestana com dor não rola, né?! #oremos

Leca

Amici Del Vino

ou traduzindo para o português: Amigos do Vinho! Cereja também é cultura linguística! RÁ!

Tá, indo ao assunto sério:
#AmiciDelVino é o nome de uma reunião aos amantes da bebida que o Hotel Bella Italia Foz e a Loumar Turismo promovem todas as quartas-feiras, com degustação de vinhos e queijos.

Ontem, um convite especial levou Twitteiros, Blogueiros, “Facebookeiros” para irem lá participar da noite. E, gente… Estava muito bom! Fiquei super feliz por ter sido convidada! Obrigada ao Marcelo Valente e ao Garon Piceli!

A noite não foi agradável só pelos vinhos da Bodega Canale, lá da Patagônia, mas também pela comida e companhias! O jantar do Hotel é maravilhoso de bom!

#BonsDrink no #AmiciDelVino
Fabi Colling, do @Paraguai Pink, Leca, @Flavia_Vianna e @Mayara_Godoy
@GaronPiceli do @ClickFoz: antes de ser colega de profissão, foi colega de 2º grau na escola!
Câmera “super discreta”, não?
Le bancada com queijos divinos
Le close nos queijos divinos
Le super close nos queijos divinos
chega de legendas sobre os queijos divinos…
Vinho, queijo, boas companhias E CEREJA?! Muita coisa para o meu coraçãozinho!

Só sei que quero mais! Tão falando que vai sair um AmiciDaCerveja! Não gosto muito, mas vou para encontrar vocês de novo!

E outra: podemos fazer o AmiciDoSuco, do Toddynho, do Yakult, da Água de Côco… bebidas não faltam!

Mais uma vez, obrigada pelo convite:
Marcelo Valente
Garon Piceli
Poliana Corrêa
Yuri Amaral
Hotel Bella Italia Foz
Click Foz
Loumar Turismo

Já vi que a Mayara já postou lá no Blog “Uma Segunda Qualquer” sobre o encontro. Passa lá também!
No Paraguai Pink já tem post também!

Close