Minhas primeiras impressões resultam num único pensamento: Brasil, foi um prazer, mas vou ficar por aqui.

Gente, estou em outro mundo! Madrid é incrível, simples assim. Ontem, meu primeiro dia, estava meio capenga por causa da viagem. Mas, fui andar mesmo assim.

Não foram mais do que duas horas e já me encantei. Isso aqui é outro mundo. E as lojas estão em “Rebajas”. Tem peças de roupa e sapatos saindo por 4 euros. Mas eu me controlei. Até que……. encontrei uma Sephora. Resultado: Paleta de sombras Naked 2 da Urban Decay. Depois disso, vieram três blusinhas (sendo que só uma é pra mim, porque já comecei com as lembrancinhas).

Até agora não tenho do que reclamar. Me disseram que os espanhóis são meio “grossos”, mas não vi nada disso. O que recebo são sorrisos empolgados, acompanhados de um “BRASILEÑAAA!!“. Bem engraçado.

Ontem fiquei aqui pelo centro mesmo. Fui ao Museu Municipal (que não é lá grandes coisas… Tem umas maquetes e mapas só, mas valeu). As ruas são cheias de cafés e cervezarias. Todos muito agradáveis. 

Apesar do calor, aqui tem vento, então, fica fácil de encarar. Sem contar que.. sério, que outra cidade vai ser tão quente quanto Foz? Non ecziste….


Hoje o dia foi mais puxado. Tinha que ir até o IED e pensei “Ahh.. what the hell! Vou andando”. O instituto é lindo e aproveitei para ir até o Palácio Real e à Plaza Mayor. Eis o trajeto da caminhada:

No caminho, encontrei um teatro. Comprei ingresso para ir hoje, as 18h, assistir ao musical “El Rey Leon“. Também passei em uma loja chamada “El Corte Inglés”, uma espécie de loja de departamentos com 8 andares. Não comprei nada… A real é que lembra muito um shopping no PY. Poucas marcas diferentes e o preço estava um pouco acima do que eu queria. Então, voltei a caminhar. Depois de me perder e me achar na Gran Vía, cheguei ao palácio.

Caminhei mais um pouco, me perdi de novo e cheguei até a Plaza Mayor, onde encontrei uma super figura:

Morri de rir! Segue o diálogo:

– Que aconteceu, Homem Aranha?
– Por que? Não está me chamando de gordo, né? (pose)
– Nunca! Você está sexy!
– Obrigado. Você também não está nada mal. De onde é?
– Brasil.
– AI, UMA BRASILEIRA! É uma graça, mas não tanto quanto eu….
E aí voltei para a residência (de metro, porque eu devo ter deixado minhas pernas entre o IED e o Palácio).
E hoje tem vídeo pra vocês! 

Hasta pronto!

Mais fotos aqui.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments