Não sumi de propósito. Os dias aqui são intensos. Começam às 8h e terminam às 23h. Hoje, excepcionalmente, acabou uma hora mais cedo, então, deu tempo de vir contar um pouco sobre os dois (na verdade, um dia e meio) primeiros dias em Orlando.

Road Trip

Como alugamos um carro, viemos dirigindo de Miami até Orlando. São aproximadamente 4 horas de viagem, mas como paramos duas vezes, chegou a quase cinco.

As estradas aqui são um tapa na cara dos brasileiros (especialmente os paranaenses, que tem o pedágio mais abusivo do mundo). O tempo todo em mão dupla, a rodovia tem, no mínimo, três pistas em cada sentido. Asfalto bom, boa sinalização e passamos por apenas uma praça de pedágio, onde pagamos US$1,25. (Brasil, você me deprime).

Downtown Disney

Como chegamos às 14 horas, não dava mais tempo de ir a nenhum parque. Nosso hotel não fica no complexo Disney, mas fica bem próximo. Escolhemos o Buena Vista Suites, que fica, em média, a 5 minutos dos parques. No primeiro dia, resolvemos ir até a Downtown Disney, um centro comercial e gastronômico antes dos parques e o único atrativo da Disney que você não precisa pagar para entrar.

 

Lá, além de vários restaurantes e lojas, tem uma tenda fixa do Cirque du Soleil, com o espetáculo La Nouba. Eu nunca havia assistido nada deles e, meu Deus do céu! Que coisa linda! Os valores variam conforme a categoria e assentos que você escolhe. Nós pagamos US$85 cada ingresso, por um show de altíssima qualidade de 1h30 de duração.

O chato é que não pode filmar nem tirar foto lá dentro para vocês terem uma ideia do que foi aquilo. Mas, eu super recomendo. Adorei demais!

Epcot Center

A quarta-feira começou cedo. Café reforçado no hotel para aguentar o primeiro dia de parque. Fomos a Epcot Center, o mais globalizado de todos os parques Disney (Magic Kingdom, Animal Kingdom e Studios Disney Hollywood – antiga MGM).

 

A Epcot está longe de ser o melhor parque, mas tem umas vistas lindas. O diferencial são as apresentações culturais de vários países diferentes. No entorno do lago da Epcot, ficam uns “galpões” (tô falando a grosso modo, tá?) de locais como México, Noruega, Alemanha, França, Japão, China, Canadá e Itália. Alguns tem atrativos e outros são só restaurantes. Para fechar a noite, o show de 10 minutos de fogos e luzes chamado Iluminations.

 

Sobre os restaurantes: Nem só de fast food vivem os visitantes da Disney. Entretanto, os restaurantes são bem concorridos. Demos sorte hoje ao encontrar vaga no Coral Reef, que é simplesmente incrível!

 

Para facilitar, melhor fazer reserva. Para isso, baixei o app “My Disney Experience” e gostei bastante. Além de te permitir fazer reservas e comprar os chamados ‘Fast Pass‘ (você paga para furar fila, vamos assim dizer), dá pra ver mapas, horários e criar um planejamento do que você quer fazer no dia.

Bom, em resumo, é isso. Tenho feito os vídeos, mas não dá tempo de editar. Mas, eu tô lançando umas dicas lá no Instagram, já que o wifi é aberto e pega super bem em todos os parques.

Ah… Todas as fotos sobre a viagem no blog são minhas.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments