As vezes acho que te supervalorizo
E te vejo conservar teu riso
Como deboche e regozijo
Enquanto me ves degradar como lixo.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments